final de tarde
De todas as coisas que ouvi falarem sobre o amor, nenhuma admitia meia entrega. Ninguém meio que ama, ninguém meio que se entrega. Amar é desfazer-se de si, de fato.
Sabe o que eu queria mesmo? É fazer falta pra quem faz falta pra mim.
Nathália, Quase-embriagada. (via prevaleci)

Sabe quando você chora , chora, chora e dorme? É Deus te dando colo e carinho.
Nathália, Quase-embriagada. (via prevaleci)

Sinto saudade da época em que brigas entre amigos eram resolvidas dando-se o dedo mindinho em forma de desculpas.

Olhei para o relógio, e lá marcava exatamente 09:09 da manhã. Não costumo me iludir com coisas pequenas e inúteis, mas por curiosidade fui ver seu significado, e lá dizia num tom claro e bem grande: “Ignora-te”. E pela primeira vez eu acreditei; Não é que aquela maldita hora estava certa?
Nathália, Quase-embriagada.  (via prevaleci)

Já que você é do contra, se eu te mandar embora, você fica?
Nathália, Quase-embriagada. (via prevaleci)

E eu disse a mim mesma: Não tem como ser ele, não pode ser ele. Ele é o mais babaca, estúpido e filho da puta que eu já conheci. Eu o odeio com todas minhas forças… E meu coração sussurrou: Onde tem muito ódio, tem muito amor…
Nathália, Pronunciando. (via prevaleci)

Eu sempre gostei do muito. Me deu a mão, eu já quero o braço, o pé, a perna… e claro, o coração.
Nathália, Pronunciando. (via prevaleci)

Dizem por ai que amar, amar mesmo, a gente só ama uma vez na vida. Será que eu gastei a minha vez com a pessoa errada?

Carta para um ex melhor amigo.

Por que soltou minha mão e resolveu desfazer esse laço que existia entre a gente? Você me deixou sozinha, perdida e desorientada. Sabe quando a gente nunca espera em uma amizade um fim? Eu cheguei a pensar assim; por mais que tínhamos nossos desentendimentos a gente sempre se resolvia e eu nunca pensei que um dia a gente pararia de se falar de vez. Por que dessa vez o roteiro da história mudou? Não era pra ser assim. Era pra ser: brigamos, ficamos 2 dias sem se falar, e no 3º dia já estava tudo bem, são assim que melhores amigos fazem. No começo a gente até que fazia isso, mais depois , o que aconteceu? Porque mudamos? Foi eu? Fiz alguma coisa? Quem errou? Dessa vez porque foi diferente?… São tantas perguntas que passam na minha cabeça, e o pior de tudo é que pra essas perguntas não tenho nenhuma resposta. E isso me mata por dentro, me consome. Eu nunca aprendi a suportar a ausência de ninguém na minha vida, ainda mais do MEU MELHOR AMIGO, que cara era uma parte de mim , você foi a pessoa que me ensinou a crescer, me ensinou valores, me mostrou o que era uma amizade de verdade. Se hoje me perguntam de você finjo ser forte, já passou um bom tempo que estamos sem se falar, mais posso te falar uma coisa? Ainda dói , dói pra caralho. Tua ausência dói demais , quanta falta você faz. Mas nem tudo que sinto falta, eu quero de volta, não mais. A otária que sempre corria atrás de vocês decidiu seguir em frente, com ou sem a sua amizade, por mais que doa, vou levando, e a pergunta que sempre fica: Será que um dia essa dor vai passar?.
Nathália (via prevaleci)

Amizades que se transformam em amores têm um sabor diferente. Como já se conhecem, vocês sabem e aceitam os defeitos de cada um, além de conhecerem e admirarem as qualidades. Um já sabe como fazer o outro feliz. Dar uma chance para esse amor é apenas isso. Dar uma chance para a felicidade…

romanceais